Seleção Argentina começa os treinamentos no Japão Thiago Henrique de Morais - 5/10/2010 - 12:13

Em solo nipônico e, mais importante do que tudo, dentro de campo, o técnico interino da Seleção Argentina, Sérgio Batista começa a dar à resposta as ofensas de Diego Maradona. Campeão olímpico em 2008 praticamente com o atual plantel, Checho está a dois jogos de ser efetivado no cargo. E o primeiro desafio é justamente encontrar a equipe ideal para o duelo contra o Japão, na próxima sexta-feira, às 7h50 (de Brasília), em meio aos vários desfalques.

Mas, a resposta não será simples de se dar. A linha defensiva já está prejudicada devido ao corte de Walter Samuel. Isso sem contar com o meio campo – ou porque não a lateral – sem Javier Zanetti. Os jogadores da Internazionale foram cortados na semana passada devido a lesões nas últimas partidas. O mesmo valeu para a Sérgio Agüero, que tampouco viajou para Saitama.

A boa notícia (principalmente para a AFA) é a presença de Lionel Messi no amistoso. O jogador já está recuperado na lesão no tornozelo e a entidade argentina receberá normalmente o cachê – a federação japonesa pagaria US$ 200 mil a menos caso o atual melhor do mundo não jogasse. Batista já admitiu que dará uma certa libertadores para o jogador atuar como faz no Barcelona.

No primeiro treino em Saitama, na madrugada desta terça-feira, Batista elegeu Nico Pareja. Nos trabalhos de amanhã, espera-se que Gabriel Milito, que ainda não havia desembarcado no País, ocupe a vaga do ex-Boca Juniors. O mesmo deve acontecer no meio campo, uma vez que Bolatti deve ser substituído por Mascherano. A principal duvida é no ataque, mas Gonzalo Higuaín, pelo atual momento, deve ter uma vantagem sobre Diego Milito.

Tudo indica que a Seleção irá a campo com Romero; Burdisso, Demichelis, Gaby Milito e Heinze; Mascherano, Cambiasso, Messi e D’Alessandro; Dí Maria e Higuaín.

Thiago Henrique de Morais

emailfacebooktwittergoogle plus

Fundador do site Futebol Portenho em 2009, se formou em jornalismo em 2007, mas trabalha na área desde 2004. Cobriu pelo Futebol Portenho as Eliminatórias 2010 e 2014, a Copa América 2011 e foi o responsável pela cobertura da Copa do Mundo de 2014