Pela terceira vez um argentino é o melhor do brasileiro Thiago Henrique de Morais - 6/12/2010 - 14:23

Primeiro Agustín Cejas. Anos depois Carlos Tévez. E hoje Dario Conca. Pela terceira vez em 41 edições da Bola de Prata da Revista Placar, um argentino venceu o prêmio de melhor jogador da temporada brasileira. O jogador do Fluminense, campeão brasileiro em 2010, que disputou as 38 partidas do torneio e honrosamente levantou o prêmio entregue por Toninho Cerezo, em meio as lágrimas. Essa também foi a primeira vez que dois argentinos conquistaram uma vaga na Seleção da Placar.

O primeiro vencedor da bola de ouro foi para Agustín Cejas, ex-goleiro do Racing, River Plate, Huracán e que levou o prêmio atuando pelo Santos, em 1973. O ex-goleiro atuou por cinco anos no clube paulista antes de ir para o <em>Globo</em> e voltar ao Brasil no ano seguinte para jogar pelo Grêmio, aonde teve pouca oportunidade. Curiosamente, foi o único dos argentinos que não foram campeões brasileiros quando conquistou o prêmio

Bem diferente de Carlos Tévez e Dario Conca. O ex-jogador do Corinthians, que foi uma das transações mais caras do futebol brasileiro nos últimos tempos, levou a Bola de Ouro em 2005, onde conseguiu levar o time paulista ao quarto título brasileiro. O jogador era favorito a levar o titulo no ano seguinte, mas uma briga com o até então técnico Emerson Leão o obrigou a pedir a transferência para o West Ham da Inglaterra.

Dario Conca, por sua vez, foi o primeiro argentino a vencer a Bola de Ouro jogando por um time do Rio de Janeiro (Horario Doval, ex-San Lorenzo e Huracán venceu a Bola de Prata jogando pelo clube). O jogador, que está no Fluminense desde 2008, nunca conseguiu agradar os dirigentes argentinos. Tanto que teve poucas oportunidades do River Plate, o que lhe rendeu um empréstimo ao Vasco, em 2007. Desde então o jogador rendeu elogios de vários brasileiros que se renderam ao seu futebol. Foi um dos únicos a obter o prêmio jogando todas as partidas do torneio.

Montillo

Conca não foi o único argentino premiado na tarde. Walter Montillo, apesar das poucas aparições no Brasileirão (por chegar no meio da temporada), fez a dupla de meio-campo com Dario Conca. O prêmio foi entregue por Juan Pablo Sorín, que já havia vencido o prêmio em 2000, quando atuou pelo Cruzeiro.

Confira todos os argentinos que venceram a Bola de Prata

Edgardo Andrada – Vasco – 1971
Agustín Cejas – Santos – 1973*
Horario Doval – Fluminense – 1976
Juan Pablo Sórin – Cruzeiro – 2000
Carlos Tévez – Corinthians – 2005*
Pablo Guiñazú – Internacional – 2009
Dario Conca  - Fluminense – 2010*
Walter Montillo – Cruzeiro – 2010

* conquistou a bola de prata e a bola de ouro

Fundador do site Futebol Portenho em 2009, se formou em jornalismo em 2007, mas trabalha na área desde 2004. Cobriu pelo Futebol Portenho as Eliminatórias 2010 e 2014, a Copa América 2011 e foi o responsável pela cobertura da Copa do Mundo de 2014