Pela terceira vez um argentino é o melhor do brasileiro Thiago Henrique de Morais - 6/12/2010 - 14:23

Primeiro Agustín Cejas. Anos depois Carlos Tévez. E hoje Dario Conca. Pela terceira vez em 41 edições da Bola de Prata da Revista Placar, um argentino venceu o prêmio de melhor jogador da temporada brasileira. O jogador do Fluminense, campeão brasileiro em 2010, que disputou as 38 partidas do torneio e honrosamente levantou o prêmio entregue por Toninho Cerezo, em meio as lágrimas. Essa também foi a primeira vez que dois argentinos conquistaram uma vaga na Seleção da Placar.

O primeiro vencedor da bola de ouro foi para Agustín Cejas, ex-goleiro do Racing, River Plate, Huracán e que levou o prêmio atuando pelo Santos, em 1973. O ex-goleiro atuou por cinco anos no clube paulista antes de ir para o <em>Globo</em> e voltar ao Brasil no ano seguinte para jogar pelo Grêmio, aonde teve pouca oportunidade. Curiosamente, foi o único dos argentinos que não foram campeões brasileiros quando conquistou o prêmio

Bem diferente de Carlos Tévez e Dario Conca. O ex-jogador do Corinthians, que foi uma das transações mais caras do futebol brasileiro nos últimos tempos, levou a Bola de Ouro em 2005, onde conseguiu levar o time paulista ao quarto título brasileiro. O jogador era favorito a levar o titulo no ano seguinte, mas uma briga com o até então técnico Emerson Leão o obrigou a pedir a transferência para o West Ham da Inglaterra.

Dario Conca, por sua vez, foi o primeiro argentino a vencer a Bola de Ouro jogando por um time do Rio de Janeiro (Horario Doval, ex-San Lorenzo e Huracán venceu a Bola de Prata jogando pelo clube). O jogador, que está no Fluminense desde 2008, nunca conseguiu agradar os dirigentes argentinos. Tanto que teve poucas oportunidades do River Plate, o que lhe rendeu um empréstimo ao Vasco, em 2007. Desde então o jogador rendeu elogios de vários brasileiros que se renderam ao seu futebol. Foi um dos únicos a obter o prêmio jogando todas as partidas do torneio.

Montillo

Conca não foi o único argentino premiado na tarde. Walter Montillo, apesar das poucas aparições no Brasileirão (por chegar no meio da temporada), fez a dupla de meio-campo com Dario Conca. O prêmio foi entregue por Juan Pablo Sorín, que já havia vencido o prêmio em 2000, quando atuou pelo Cruzeiro.

Confira todos os argentinos que venceram a Bola de Prata

Edgardo Andrada – Vasco – 1971
Agustín Cejas – Santos – 1973*
Horario Doval – Fluminense – 1976
Juan Pablo Sórin – Cruzeiro – 2000
Carlos Tévez – Corinthians – 2005*
Pablo Guiñazú – Internacional – 2009
Dario Conca  - Fluminense – 2010*
Walter Montillo – Cruzeiro – 2010

* conquistou a bola de prata e a bola de ouro

Thiago Henrique de Morais

emailfacebooktwittergoogle plus

Fundador do site Futebol Portenho em 2009, se formou em jornalismo em 2007, mas trabalha na área desde 2004. Cobriu pelo Futebol Portenho as Eliminatórias 2010 e 2014, a Copa América 2011 e foi o responsável pela cobertura da Copa do Mundo de 2014