Pavone é multado pela comemoração do seu gol contra o Boca Alexandre Leon Anibal - 11/04/2012 - 15:23

Hostilizado pela torcida do Boca pelo seu passado com a camisa do River, Mariano Pavone respondeu aos torcedores com um gesto de silêncio assim que marcou um gol pelo Lanús no 2 a 2 ocorrido há três semanas na Bombonera. No entanto, a comemoração lhe custou caro.

O atacante de 29 anos foi processado por Martín Lapadú, promotor do Ministério Público argentino, por incitar à violência com o seu gesto. Na audiência, ocorrida anteontem, Pavone fez um acordo com o promotor e deverá pagar uma multa de 5 mil pesos a uma escola pública de Buenos Aires. Além disso, terá que publicar um anúncio em um jornal de circulação nacional para formalizar seu pedido de desculpas pelo ato.

Agora, a homologação do acordo deverá ser feita por uma juíza de Buenos Aires, que acatou a decisão porque Pavone não tem antecedentes criminais. No entanto, o atacante do Lanús não poderá ser processado por atos semelhantes por seis meses. Caso seja novamente processado pela Justiça, o acordo perderá a validade e o jogador poderá até ser preso.

Analista de sistemas, radialista e jornalista, pós-graduação em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte. Neto de argentinos e uruguaios, herdou naturalmente a paixão pelo futebol da região. É membro do Memofut, CIHF, narrador do STI Esporte (www.stiesporte.com.br ) e comentarista do Esporte na Rede, programa da UPTV (www.uptv.com.br ).

Tags:,