Chacarita Jrs. está de volta à elite nacional

Após 7 anos de ausência, este domingo foi dia do tradicional Chacarita Juniors confirmar seu retorno a Primeira Divisão do futebol argentino. O time de Villa Maipu empatou com o já campeão Argentinos Juniors por 1-1 e ainda viu seu rival direto Guillermo Brown tropeçar diante do Boca Unidos para ficar com a vaga que era tão esperada. Fora 22 vitórias, 11 empates e 11 derrotas numa campanha suada e brigada até o final com o time do sul do país pela segunda vaga na elite.

Nem o frio, o vento e a chuva que caíram neste domingo na grande Buenos Aires foram suficientes para espantar as mais de 30 mil pessoas que se reuniram em Villa Maipú para ver um acesso que há muito era esperado pela gente Funebrera. Desde o meio dia os torcedores se reuniam fora do estádio, contando as horas para poder novamente estar entre os maiores do país. Os ingressos se esgotaram ainda no sábado e a festa foi completa desde antes do apito inicial.


Mas em campo o time parecia nervoso. Jogando diante da melhor equipe do campeonato e já despreocupada, o Chacarita começou errando bastante no ataque e perdia muito no meio campo. As melhores chances da primeira etapa foram dos visitantes que exigiram bastante do goleiro Tripodi que ia garantindo um empate heróico. Até que aos 26 minutos em um contra-ataque, Javier Cabrera pegou uma defesa desarrumada e fez 1-0 para o Bicho. O gol serviu como um alerta para o time da casa que empurrado pela sua torcida saiu pra cima em busca do gol e aos 37 minutos Salinas sofreu pênalti que ele mesmo bateu para empatar o jogo.

Na segunda etapa o Chacarita jogou mais solto, porém não conseguiu converter as inúmeras chances que teve. Enquanto isso seus torcedores acompanhavam de perto o que acontecia na partida entre Guillermo Brown e Boca Unidos que estava sendo realizada no mesmo horário em Puerto Madryn. Se o time da casa vencesse, seria necessário um jogo desempate para saber quem ficaria com a segunda vaga na elite. Porém no sul a situação não foi boa para os donos da casa e o Brown ficou apenas no 0-0 dando a vaga no colo do tradicional Funebrero. “Quando estávamos 7 pontos abaixo da vaga, todos nos davam como mortos. Mas este grupo sempre esteve forte, nunca deixou de acreditar e está o resultado”, declarou o veterano zagueiro Germán Ré de 35 anos após a partida.

Festa em campo: o Chaca está de volta

Salinas, o artilheiro

Rodrigo Salinas do Chacarita foi o artilheiro do campeonato com 30 gols marcados, seguido de Tobías Figueroa do Guillermo Brown com 21. Salinas que marcou o gol do empate diante do Argentinos já tem propostas de diversos times da primeira divisão e deve definir futuramente se permanece no Chacarita. A história de Salinas com o Chacarita é curiosa: o jogador esteve em campo justamente na partida que rebaixou o time em 2010, porém atuando pelo Godoy Cruz. Passou por mais 6 equipes antes de chegar ao Funebrero, inclusive no Los Andes que nutre certa rivalidade com o Chacarita. Chegou sob desconfiança já que no ano passado marcou apenas 4 gols na temporada inteira, mas esse ano foi um dos líderes em campo e grande responsável pelo acesso.

Salinas: artilheiro isolado do campeonato desperta a atenção dos grandes

Rebaixamento

Hoje foi confirmado também o último time a cair para as divisões inferiores. O Central Córdoba de Santiago del Estero perdeu para o All Boys enquanto o Estudiantes de San Luis empatou com o Los Andes em 1-1 e garantiu sua permanência na segunda divisão nacional. O Central terminou o campeonato na 14ª posição com 58 pontos conquistados, 4 a mais que o rival, porém os promedios (índice que define os rebaixados na Argentina) são implacáveis. Também caíram o Crucero del Norte, o Douglas Haig e o Atlético Paraná.

About the Author

Alexandre Silva
Quase ex-jornalista. Apresentador e repórter na Rádio Transamerica BH, mineiro e torcedor da Seleção Argentina desde a Copa de 98. @AlexandreSilva8
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com